jump to navigation

De que forma a reciclagem do lixo transforma a vida das pessoas no Brasil? 24/02/2011

Posted by Fiscal Ambiental in Meio Ambiente Urbano.
trackback

Do Portal do Meio Ambientel.

1- Introdução – O lixo jogado fora pode ser transformado e transformas à vida das pessoas. Mas, não basta ser lixo, é necessário saber se pode ser reciclado ou reaproveitado. Esse reaproveitamento consiste em transformar um determinado material já beneficiado em outro. No entanto, o papel é um exemplo de material que pode ser reaproveita.

Nesse sentido, ressalta-se a necessidade de ser realizada a coleta seletiva que pode ser implanta em uma escola, um bairro e empresa, e assim facilitando a vida dos catadores de lixo que sobrevivem desta atividade e muitas vezes é a única fonte de renda para a sustento familiar.

No que se refere às empresas é interessante enfatizar a importância delas enquanto não-governamentais que exercem papel fundamental em relação a conscientização ecológica, além de transformar o lixo juntamente com a própria população local, no entanto, os lucros acarinhados com os produtos transformador são revertido para a própria comunidade.

Portanto, o processo de reciclagem do lixo contribui como fonte de renda, além da conscientização ecológica e assim minimizando a degradação ambiental. No entanto, o referido processo proporciona enormes vantagens, no âmbito social, econômica e ambiental.

2 – OBJETIVOS

2.1 – Geral
Compreender a importância do processo de reciclagem do lixo e como este transforma vida das pessoas.
2.2 – Específicos
- Entender a importância das ONG’s que trabalha com o lixo.
- Reconhecer a importância da tecnologia no processo de reciclagem do lixo.
- Avaliar a questão econômica decorrente do processo de reciclagem do lixo.

3 – CERTEZAS PROVISÓRIAS

- O lixo pode ser reciclado ou reaproveitado.
- A coleta seletiva do lixo é fundamental para a separação do lixo.
- O lixo jogado fora polui o meio ambiente.
- Muitas pessoas sobrevivem do lixo que é jogado fora.

4 – FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

A reciclagem é o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria prima para um novo produto. As maiores vantagens da reciclagem são a mineração da utilização de fontes naturais, muitas vezes não renováveis; e a mineração da quantidade de resíduos que necessita de tratamento final, como aterramento ou incineração.

O conceito de reciclagem serve apenas para os materiais que podem voltar ao estado original e ser transformado novamente em um produto igual em todas as suas características. O conceito de reciclagem e diferente do de reutilização.

O reaproveitamento ou reutilização consiste em transformar um determinado material já beneficiado em outro. Um exemplo claro da diferença entre os dois conceitos, é o reaproveitamento do papel.

A palavra reciclagem ganhou destaque na mídia a partir do final da década de 1980, quando foi constatado que as fontes de petróleo e de outras matérias primam não renováveis estavam se esgotando rapidamente, e que havia falta de espaço para a disposição de resíduos e de outros dejetos da natureza.

O lixo, disposto inadequadamente, sem qualquer tratamento, pode poluir o solo, alterando suas características físicas, químicas e biológicas, constituindo-se numa série de ameaça a saúde pública.

Por conter substâncias de alto teor energético e por oferecer disponibilidade simultânea de água, alimento e abrigo, o lixo é preferido por inúmeros organismos vivos, ao ponto de algumas espécies o utilizarem como nicho ecológico.

Podemos classificar em dois grandes grupos os seres que habitam o lixo: os microvetores, como por exemplo, ratos, baratas, moscas e mesmo materiais de maior porte, como cães, aves, suínos e equínios. O próprio homem, o catador de lixo enquadra-se nesse grupo. No segundo grupo dos microvetores, estão os vermes, bactérias, fungos, actinomicetes e vírus, sendo estes últimos os de maior importância epidemiológica por serem patogênicos e, portanto, nocivos ao homem.

De tudo que é jogado fora diariamente no lixo, pelo menos 35% poderia ser reciclado ou reutilizado e outros 35%, serem transformados em adubos orgânicos.
Mas a problema não é, propriamente, a característica do lixo produzido, hoje nos grandes centros urbanos, mas o destino dado a ele. Muitas desses materiais podem ser reaproveitados ou reciclados, diminuindo assim, as enormes montanhas formadas nos lixões da cidade e consequentemente, a degradação do meio ambiente.

A existência dos lixões, associados à pobreza da população, faz com que muitas pessoas atingidas pelo desemprego transformem-se em catadores de lixo, onde retiram diariamente a sua sobrevivência. No entanto, a coleta de material reciclável é , muitas vezes, a única fonte de renda dos catadores.

No Brasil existem os carroceiros ou catadores de papel, que vivem da venda de sucatas, papéis, alumínio e outros matérias recicláveis deixados no lixo. Elas também trabalham na coleta ou classificação dos materiais para a reciclagem. Como é um serviço penoso, pesado e sujo, não tem grande poder atrativo para as fatias mas qualificados da população.
Assim, para muitas das pessoas que trabalham na reciclagem (em especial as que têm menos educação formal), a reciclagem é uma das únicas alternativas de ganhar sustento.

Nesse sentido, de acordo com depoimentos de catadores, o contrato por uma empresa para separar o material que será recolhido para a reciclagem, não existe nenhum tipo de fiscalização e as empresas de reciclagem exploram a mão de obra. No entanto em virtude de suas necessidades os catadores manuseiam todo o lixo sem qualquer tipo de proteção, sejam sem luvas, mascaras ou vestimentos apropriados, ficando sujeitos a rodo tipo de doença. Além disso, há também os problemas ambientais que a decomposição de resíduos causa ao meio ambiente e á população.

Portanto, a coleta seletiva é uma alternativa ecologicamente correta que desvia, do destino em aterros sanitários ou lixões resíduos sólidos que poderiam ser reciclados.

5 – DÚVIDAS TEMPORÁRIAS

5.1 – Quais são os materias mais reciclados e reaproveitados no Brasil?
São os seguintes materias:
Embalagens de alumínio: O Brasil é o campeão, com 91,5% de reciclagem, à frente de Japão e Argentina (ambos com 90%)
Garrafas PET: O país recicla 54,8%. Os japoneses, que estão em primeiro lugar, exibem um índice de 62%
Embalagens de Vidro: Os brasileiros superam os americanos, por 47% a 40%.
Ainda o país recicla 43,7% de papel, 46,5% de lata de aço e 26,6% de embalagem longa vida.

5.2 – Quantas toneladas de lixo o Brasil produz por dia?
O Brasil produz cerca de 149.199 mil toneladas de lixo por dia. Mas recicla menos da metade do lixo urbano, valor muito baixo se comparado a quantidade de material reciclado nos Estados Unidos e na Europa.

No entanto, de tudo que é jogado diariamente no lixo, pelo menos 35% poderia ser reciclado ou reutilizado e outros 35% serem transformados em adubo orgânico.
Nesse sentido, foi realizado um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que o Brasil poderia economizar cerca de R$ 8 bilhões por ano se reciclasse todos os resíduos que são encaminhados aos lixões e aterros sanitários. Atualmente, a economia gerada com a atividade de reciclagem varia de R$ 1,5 bilhões a R$ 3 bilhões por ano. As informações são do Ministério do Meio Ambiente. Além dos benefícios econômicos, o estudo apontou as vantagens ambientais da reciclagem.

5.3 – As ONG’s exercem um papel fundamental no processo de reciclagem do lixo, no entanto, qual o destino do dinheiro obtido com a reciclagem?

As ONG’s (Organizações não governamentais) são organizações formadas pela sociedade civil sem fins lucrativos e que tem como missão a resolução de algum problema da sociedade. As associações sem fins lucrativos mantida por empresas privadas também se dedica à promoção de reciclagem, seguindo o conceito de gerenciamento integrada do lixo. A associação tem como objetivo conscientizar a sociedade sobre a importância dos chamados “Três Rs”: redução, reutilização e reciclagem do lixo, utilizando publicações, pesquisas técnicas e seminários.

As organizações da sociedade civil são uma forma de suprimir as falhas do governo com relação à assistência e resolução dos problemas sociais, ambientais e até mesmo econômicos podendo também auxilia-lo na resolução desses problemas embora isso seja uma característica um tanto quanto negativa, pois expressa o distanciamento do governo com relação às suas responsabilidades para com a sociedade. As organizações têm ainda a capacidade de despertar o civismo e a cooperação social nos seus participantes. No que refere-se ao dinheiro obtido a partir do trabalho realizado nas ONG’s é divido para os trabalhadores, que geralmente são pessoas da comunidade. No entanto, os valores variam a depender da produção.

5.4 – Como explicar os resultados da reciclagem do lixo, tanto no campo ambiental, econômico e social?

No meio ambiente a reciclagem pode reduzir a acumulação progressiva de resíduos a produção de novas materiais, como por exemplo o papel, que exigiria o corte de mais árvores; a emissão de gases como metano e gás carbônico; as agressões ao solo, ar e água; entre outros fatores negativos.
Já no aspecto econômico a reciclagem contribui para o uso mais racional dos recursos naturais e a reposição daqueles recursos que são possíveis ao reaproveitamento.
No âmbito social, a reciclagem não só proporciona melhor qualidade de vida para as pessoas, através das melhorias ambientais como também tem gerado muitos postos de trabalho e rendimento para as pessoas que vivem nas camadas mais pobres.

5.5 – A coleta seletiva é uma alternativa ecologicamente correta. No entanto, como a referida coleta funciona?

A coleta seletiva é uma alternativa ecologicamente correta que desvia, do destino em aterros sanitários ou lixões, resíduos sólidos que poderiam ser reciclados.
Com isso alguns objetivos importantes são alcançados:

A vida útil dos aterros sanitários é prolongada e o meio ambiente é menos contaminado. Além disso o uso de matéria prima reciclável diminui a extração dos nossos tesouras naturais. Uma lata velha que se transforma em uma lata nova é muito melhor que uma lata a mais. E de lata em lata o planeta vai virando um lixão.

No Brasil existe coleta seletiva em cerca de 135 cidades, de acordo com o professor Sabetai Calderoni (autor do livro Os bilhões perdidos no lixo Ed. Humanitas). Na maior parte dos casos a coleta é realizada pelos Catadores organizados em cooperativas ou associações.

Sistemas de coleta seletivo podem ser implantados em uma escola, uma empresa ou um bairro.
Não há uma fórmula universal cada lugar tem uma realidade e precisamos inicialmente de uma diagnóstico local.
A coleta seletiva deve ser encarada como uma corrente de três elos. Se um deles não for planejamento a tendência é o programa de coleta seletiva não perseverar. Os elos são: Educação Ambiental, Logística e Destinação.
O planejamento deve ser feito do fim para o começo da cadeia.

6 METODOLOGIA

- Propor a aceitação do projeto por parte da escola.
- Realização de palestra com o secretário do meio ambiente para falar sobre a reciclagem do lixo.
- Promoção de uma semana de feira de ciência sobre a reciclagem do lixo.
- Utilização de informativos impressos sobre a importância da reciclagem do lixo.

7 – RECURSOS

- Microfone;
- Som;
- Retroprojetor;
- Material impresso;

8 – AVALIAÇÃO

- Questionamentos orais sobre o tema do projeto.

9 – BIBLIOGRAFIA / WEBGRAFIA

LIMA, Luiz Mário Queiroz. LIXO, Tratamento e Biorremediação. 3 ed. Editora Hemus. São Paulo. 2004.

BRASIL Pode Economizar com a Reciclagem. Disponível em: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/brasil+pode+economizar+r+8+bi+com+reciclagem/n1237620527688.html. Acesso: 15 set. 2010.
COMO anda a Reciclagem no Brasil. Disponível em: http://veja.abril.com.br/230909/ quantas-anda-reciclagem-brasileira-p-134.shtml. Acesso em: 14 set. 2010.
PLANEJAMENTO do Lixo. Disponível em: <http//www.lixo.com.br. Acesso em: 14 set. 2010.
RECICLAGEM. Disponível em:<http//www.infonet.com.br. Acesso em: 20 set. 2010.
RECICLAGEM. Disponível em: <http//pt.wikipedia.org/wiki/Reciclagem. Acesso em: 19 set. 2010.
RECICLAGEM em Codomínio. Disponível em <http//www.direcionalcondominios.com.br. Acesso em: 14 set. 2010.
RECICLAR é Viver. Disponível em: http://reciclar-e-viver.blogspot.com/2009/07/o-que-e-onde-reciclar.html. Acesso em: 15 set. 2010.
RECICLAGEM no Brasil. Disponível em: http://vital-consultoria.blogspot.com/2009/10/reciclagem-no-brasil.html. Acesso em: 28 set. 2010.

About these ads

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: