jump to navigation

Luciano Martins Costa: Imprensa perdeu boa oportunidade de discutir falta de planejamento urbano 15/05/2011

Posted by Afauna Natal in Meio Ambiente Urbano.
trackback

Extraído do Vi o Mundo.

PLANEJAMENTO URBANO
Metrô vetado e churrasco no shopping

por Luciano Martins Costa, no Observatório da Imprensa

Um abaixo-assinado que não chegou a 3.500 adesões fez a Companhia do Metrô de São Paulo rever o projeto da Linha 6-Laranja, do metrô da capital, e provoca uma controversa manifestação que pode levar a confronto moradores do bairro de Higienópolis e grupos que defendem a convivência democrática em todos os espaços da cidade.

A questão circulou por duas semanas nas redes sociais da internet antes de ganhar espaço nos jornais e obrigar as autoridades a virem a público explicar por que o desagrado de meia dúzia de moradores de um bairro nobre pode provocar mudanças em critérios técnicos para a localização de uma estação do metrô.

No projeto original, a estação Higienópolis deveria ser construida na esquina da Avenida Angélica com a rua Sergipe, local onde atenderia ao maior número de usuários. Mas alguns moradores decidiram não aceitar a obra na área, e expuseram suas razões em abaixo-assinado.

Gente diferenciada

Entre as preocupações manifestadas, ganhou repercussão o temor com a chegada ao bairro de “gente diferenciada” ou de uma “população flutuante” que poderia representar risco de criminalidade, conforme destacou a representante do bairro no conselho comunitário de segurança.

Um movimento de protesto contra o que foi considerado manifestação de elitismo e preconceito cresceu no Facebook e acabou por levar à organização de um “happening” em frente ao Shoping Higienópolis, marcado para este sábado.

Mas aquilo que começou com uma expressão de intolerância acabou ganhando tanta repercussão que chegou a preocupar as autoridades.

O presidente da Companhia do Metrô tentou se explicar, mas, segundo os jornais, não sabia até quinta-feira, 12, onde seria a estação. Enquanto isso, as obras se arrastam e os problemas no trânsito evoluem na direção da paralisação total da maior cidade do país.

Nesta sexta-feira, dia 13, os jornais informam que pelo menos um dos lados envolvidos na polêmica está demonstrando bom senso. Os organizadores da manifestação contra o preconceito decidiram cancelar o churrasco que havia sido marcado em frente ao shoping e realizar apenas uma concentração festiva e beneficente, com ajuda de policiais de trânsito e da PM.

E a imprensa?

Bom, os jornais perderam uma boa oportunidade para discutir a falta de planejamento urbano e a equivocada estratégia de estimular o surgimento de guetos na cidade.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: