jump to navigation

Natal tem 60 mil postes espalhados pelas ruas 22/06/2011

Posted by Fiscal Municipal in Fiscalização de Serviços Urbanos - FSU, Meio Ambiente Urbano.
trackback

Fonte: Tribuna do Norte.

Eles fazem parte do nosso cotidiano e, às vezes, passam despercebidos aos nossos olhos. Somente a Cosern tem 60.500 unidades espalhadas por 36 bairros. Possuem dois nomes. Um técnico e outro informal. Ponto de iluminação ou simplesmente poste. Nos últimos anos, com a ascensão do número de residências ligadas à internet banda larga e aos canais de televisão pagos, o acúmulo destas estruturas verticais de concreto nas ruas e avenidas se tornou um problema estrutural e paisagístico. Além da poluição visual, podem ser causadores de acidentes.

Júnior SantosEm Natal, existem mais de 60 mil postes espalhados pela cidade, e esse número cresce a cada diaEm Natal, existem mais de 60 mil postes espalhados pela cidade, e esse número cresce a cada dia

Em alguns pontos da cidade, principalmente nos bairros das zonas Leste e Sul, é possível visualizar postes posicionados lado a lado. Há também os que foram colocados um atrás do outro, caracterizando uma embaraçosa estrutura. Para os leigos, tudo não passa de fios entrelaçados cuja funcionalidade é desconhecida. O cruzamento das Avenidas Romualdo Galvão e Amintas Barros, é um bom exemplo.

Na Via Costeira, apesar da fiação que alimenta os postes de iluminação do canteiro central serem subterrâneas, ao longo do lado direito – sentido centro / zona sul – as estruturas que transportam energia elétrica, cabos e fios de televisão a cabo e internet, são inúmeros. Em alguns pontos, as estruturas estão tão próximas que, de longe, parecem ser únicas.

Crescimento

Apesar dos problemas que podem causar aos pedestres, condutores de veículos e moradores de edifícios, a probabilidade, segundo a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) é que a instalação de estruturas verticais cresça nos próximos anos. “Nós recebemos ofícios solicitando a implantação de mais pontos de iluminação em áreas que estão crescendo, principalmente na zona Norte”, disse o secretário municipal de Serviços Urbanos adjunto, Mounarte Leitão.

A redução do número dos postes, de acordo com Mounarte, não é discutida atualmente na Semsur. “Existe um projeto de mudanças que são acompanhadas pela Eletrobras em todo o país. Não é um problema simples, demanda muito tempo”, defendeu.

O Governo Federal desenvolve um projeto chamado ReLuz que tem como objetivo modernizar a iluminação pública das cidades brasileiras, substituindo a lâmpada atual por pontos de led. O titular da Semsur irá se reunir com representantes da Eletrobras com o intuito de garantir o repasse de R$ 45 milhões para a implantação do projeto na capital.

Estruturas

Além dos postes de iluminação pública, administrados pela municipalidade, há os que transmitem energia elétrica e os de sustentação do cabeamento das empresas privadas de telefonia, canais de televisão e internet. Na maioria dos casos, cada uma das companhias dispõe de uma estrutura vertical diferente, por isso, o acúmulo de postes em alguns pontos.

Para Aldo Silva, gerente geral da  Cabo Telecom em Natal, o município não dispõe de infraestrutura adequada para que os cabos não ficassem como estão hoje. “Gostaríamos que a cidade fosse dotada de dutos subterrâneos por inúmeros motivos. Dentre eles a questão paisagística e de segurança”, enfatizou.

Parceria

Questionado sobre a instalação de postes para passagem dos cabos da empresa, ele afirmou que um contrato de concessão com a Cosern, reduz quase que em 100% a necessidade de colocação de novas estruturas. “Na realidade, a gente utiliza quase a totalidade da fiação e postes da Cosern. Portanto, não instalamos estruturas sem necessidade”, garantiu.

Sobre a infraestrutura atualmente disponível, Aldo comentou que deixa a desejar e que isto se tornará um problema para a instalação das tecnologias necessárias para a realização da Copa do Mundo em 2014.  “Infelizmente, nossa cidade não foi preparada para suportar o cabeamento subterrâneo”, disse.

Dúvidas

» Cosern
Assessoria de comunicação

A Cosern respondeu aos  seguintes questionamentos:

Há algum projeto/estudo para redução da quantidade de postes na capital? 

A posteação da Cosern já é projetada para sustentar outros serviços de forma compartilhada além da distribuição de energia elétrica. Tais como, iluminação pública, telefonia, TV a cabo e internet, não existindo outro estudo sendo desenvolvido no momento. É importante frisar que os projetos de rede elétrica da Companhia seguem rigorosamente as normas definidas pela ABNT, tanto em relação ao seu dimensionamento como em relação às distâncias recomendadas para posteação.

Há alguma estimativa do número de postes existente em Natal?

A Cosern possui atualmente cerca de 60.500 postes. Aproximadamente 70% são de utilização mútua. Alguns são usados por outras empresas, como telefonia, TV a cabo e internet.

Existe algum projeto para a retirada da rede aérea e substituí-la pela subterrânea?

A Cosern tem adotado como padrão o modelo de rede aérea já que o custo da rede subterrânea  é mais alto e causaria impacto direto nas tarifas de energia elétrica dos consumidores do Estado.

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: