jump to navigation

Lixo Hospitalar está sendo jogado no Lixão em Matozinhos 17/11/2011

Posted by Afauna Natal in Meio Ambiente Urbano.
trackback

Fonte: Informatoz Web Jornalismo.

Flagrante foi no dia 29 de outubro, quando membros da AMACCO e da sociedade civil atenderam uma denúncia anônima.       

No dia 29 de outubro, representantes da AMACCO (Associação Matozinhense para Combate a Corrupção) e da sociedade civil estiveram no lixão para averiguar uma denúncia anônima de que o município estaria jogando o lixo hospitalar no local.

Ao chegar no local, foi constatado que havia o lixo hospitalar, como comprovado pelas fotos, em meio aos lixos comuns, receita, luvas, gases, comprimidos, sangue, algodão e até seringas.

-“Não sabemos precisar à quanto tempo isto vem acontecendo, mas sabemos que há uma montanha de lixos e que boa parte dele é lixo hospitalar”, Disse um dos representantes da Amacco.

Depois da constatação dos fatos os membros procuraram a Policia Militar para a elaboração do Boletim de Ocorrência e também a Polícia do Meio Ambiente de Lagoa Santa, mas nenhum dos dois órgãos puderam comparecer ao local naquele instante, mas a Polícia do Meio Ambiente prometeu ir até o local.

Vista grossa

Quase metade do lixo hospitalar do país é jogada em lixões e aterros sanitários, destinos considerados ilegais segundo a resolução 306 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Pesquisa da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) feita em 2010 mostra que 45% do lixo hospitalar das unidades médicas municipais são destinados a aterros (27,5%), lixões (15,4%) e valas sépticas (2,5%). O estudo leva em conta resíduos biológicos, químicos e perfurocortantes. Todos deveriam ter como destino final o tratamento térmico, que pode ser a incineração, o autoclave e ou a destruição por micro-ondas, conforme determina a Anvisa.

Apesar de a Anvisa ter firmado, em 2004, normas para o gerenciamento dos resíduos dos serviços de saúde, as vigilâncias sanitárias municipais e estaduais não conseguiriam fiscalizar todo o processo do lixo.

Para o presidente da Amacco, as denúncias que despontaram em Matozinhos demonstram a grave falta de controle dos órgãos competentes, e na próxima semana oferecerá denúncia junto ao Ministério Público, contra os responsáveis por este crime ambiental. -“Com certeza, as normas da Anvisa não estão sendo cumpridas a rigor”, Finaliza.

Solicitamos uma resposta da Prefeitura de Matozinhos, através de sua Assessoria de Comunicação (ASCOM), mas até o momento não obtivemos uma resposta sobre o assunto.

Reportagem e fotos: Osvaldo Mesquita – Redação: Ronaldo Araújo.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: