jump to navigation

A SÍNDROME DE VIRA-LATA ESTÁ DE VOLTA 12/06/2011

Posted by Fiscal Ambiental in Meio Ambiente Urbano.
trackback

Fonte: Blog do Ailton Medeiros.

O esporte preferido de certos brasileiros é torcer contra o Brasil. Para essa gente que se acha superior a gregos, nordestinos e troianos, nada vai dar certo porque somos uma sub-raça. Vejamos.

Vocês devem lembrar da Rio-92. A um mês da maior reunião de governantes de países em todos os tempos, havia quem se perguntasse se fora uma boa idéia da ONU escolher a cidade maravilhosa para sediá-la.

A imprensa brasileira, como de hábito, achava que o encontro ia ser um grande fiasco com o argumento de que o país – muito menos o Rio – não tinha condições de organizar o evento.

E havia motivo para se preocupar, claro. A poucos dias da abertura, no Riocentro, escolhido para a conferência, nada estava pronto: auditório, salas de reuniões, centro de imprensa, central de comunicações, restaurantes, bares.

A zorra de madeirame, vidro, fios, telefones, computadores e móveis encaixotados era desesperadora. Nem em seis meses as empresas encarregadas de armar o cenário dariam conta do trabalho, diziam os pessimistas.

O diretor do escritório da ONU no Rio, Aurélio Ruiz, estava desesperado. Um amigo, carioca, avisou ao senhor Ruiz para não se estressar, citando o desfile das escolas no carnaval como exemplo.

– No final, tudo dar certo.

E explicou que no Sambódromo, horas antes da entrada de cada escola, ninguém acredita que ela vá conseguir desfilar. A concentração é um caos. Milhares de pessoas desorganizadas, ala desencontradas, gente zanzando feito barata tonta, todo mundo enchendo a cara no meio da rua e cada qual fantasiado de um jeito.

De repente, alguém apita. As pessoas se agrupam por fantasias, as alas se organizam na ordem prevista no enredo, a bateria começa a tocar e a escola entra na avenida, gloriosa como sempre. Todo ano é assim. Não tem erro.

Ruiz deve ter indagado: Como alguém se atrevia a comparar uma conferência daquelas dimensões (190 nações e 120 chefes de estado presentes) com um desfile de escolas de samba?

Resumo da ópera: pelos onze dias do congresso, tudo correu às maravilhas. Nenhum carioca deu vexame diante dos gringos.

Enquanto as grandes potências trocavam receitas para salvar o mundo, o Rio dava o seu show particular de fim de outono, sugerindo o que poderia ser um mundo ideal: dias lindos, noites luminosas, trânsito fluente, paz absoluta nas ruas (garantida pelo exército), nenhum pivete à vista, sequer um cachorro fez xixi num poste.

Meses depois, para ódio da grande mídia, um relatório oficial, a ONU classificaria a Rio-92 como “a conferência mais bem organizada de sua história”.

Anúncios

Comentários»

1. Rubens Lage - 12/06/2011

Isso é muito, muito importante, todos os países sonham e brigam para sediar uma copa, uma olimpíada, o Brasil teve a honra de organizar os dois maiores eventos da terra e eu ainda ouço algumas pessoas dizendo que não querem, é lamentável, mas eu tenho certeza que elas são a minoria.
Quem trabalha no comércio, no turismo e até na indústria sabe que se mais pessoas visitarem Natal, se conhecerem Natal, elas vão voltar e vão gastar e esse dinheiro vai circular na nossa economia, gerando mais empregos e melhorando a vida das pessoas.
Claro que temos um grande desafio pela frente, organizar essa mega festa, de forma que sobre para o Brasil um legado de prosperidade, sem que os políticos roubem tudo e não façam nada, mas com desafios que vamos para frente. Pra frente Brasil!

Paulo Shaolin - 21/06/2011

Concordo com o fato da sociedade se unir e fazer sua parte, para que se realize um grande evento esportivo e que deixe enormes benefícios para toda sociedade brasileira. O grande problema é: Temos uma das melhores, se não a melhor estrutura eleitoral do mundo, mas não posso falar dos melhores representantes de um povo!!! Temos o melhor futebol do mundo, mas está recheado de picaretas e cartolas!!! A partir daí, pense….Podemos sim realizar grandes eventos, e se realizarão, mas serão a base de favorecimento de politicos e empreiteiros que sugaram até onde puderem o dinheiro do povo, deixando obras faraônicas, em prol da desculpa de um Hexacampeonato!!! Espero muito que o Brasil vença, pois sou brasileiro e amante do nosso futebol, caso contrario, vou amargar quatro anos de derrota, ser malhado por argentinos, além do resto do planeta, e ter que aguentar as reportagens do Jornal Nacional e fantástico falando do fiasco da seleção somado aos elefantes brancos!!
Só me resta gritar:” È hexaaaaaaaaaaaaaa!!! Brasilll!!!” Neymarrrrrrr!!!!Julio Cesar!!!

Paulo Shaolin - 21/06/2011

Mais alguma coisa que penso a respeito desse assunto de uma maneira bem anos 90:

Perfeição – Legião urbana
Vamos celebrar
A estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja
De assassinos
Covardes, estupradores
E ladrões…

Vamos celebrar
A estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado que não é nação…

Celebrar a juventude sem escolas
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião…

Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade…

Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta
De hospitais…

Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras
E seqüestros…

Nosso castelo
De cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda a hipocrisia
E toda a afetação
Todo roubo e toda indiferença
Vamos celebrar epidemias
É a festa da torcida campeã…

Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração…

Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado
De absurdos gloriosos
Tudo que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos
O hino nacional
A lágrima é verdadeira
Vamos celebrar nossa saudade
Comemorar a nossa solidão…

Vamos festejar a inveja
A intolerância
A incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente
A vida inteira
E agora não tem mais
Direito a nada…

Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta
De bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção…

Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão
Venha!
O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça
Venha!
Que o que vem é Perfeição!..


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: