jump to navigation

Perigo de queda de árvores – Velocidade dos ventos será três vezes maior em agosto 27/07/2011

Posted by Fiscal Ambiental in Fiscalização de Serviços Urbanos - FSU, Meio Ambiente Urbano.
trackback

Fonte: Tribuna do Norte.

A brisa constante que encanta turistas e refresca o dia dos natalenses ganhou força nas últimas semanas e rajadas de vento já preocupam a população da capital do Estado. A velocidade do vento, até setembro, pode triplicar e chegar a 70km/h. A média anual é de 25km/h. O Corpo de Bombeiros ainda não registrou nenhuma ocorrência grave, mas a força das rajadas já causaram alguns transtornos. De acordo com Gilmar Bistroit, meteorologista da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), os meses de julho e agosto são marcados pela incidência de ventos fortes em todo Nordeste. O fenômeno ocorre tanto no litoral como no interior da região. “A explicação para presença desses ventos é que ocorre um aumento da pressão do Atlântico Sul, favorecendo o deslocamento do ar para cá”, diz.Segundo Bistroit, entre 10h e 16h, é o intervalo do dia aonde registra-se o maior número de rajadas. “Já registramos rajadas com 70km/h. Esse aumento da velocidade continuará durante todo o mês de agosto e somente em setembro que diminuirá”, afirma.

Durante essa semana, houve queda no fornecimento de energia em alguns pontos da cidade. Como decorrência, semáforos ficaram sem funcionar e o trânsito ficou complicado. Segundo a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), as ocorrências dessa semana podem ter ligação direta com os ventos.  As ocorrências mais frequentes provocadas pela ação dos ventos são, segundo a Cosern, são: tombamento de árvores, galhos que se soltam e telhados de alumínios ou placas que atingem a rede elétrica, danificando-a, e, até mesmo, brincadeiras com pipas, já que os ventos fortes dificultam o controle da movimentação do brinquedo, podendo atingir a rede elétrica mais facilmente, provocar um curto-circuito, ocasionando interrupções no fornecimento e, principalmente, risco de choque elétrico.

A força dos ventos preocupa a população, especialmente aqueles que moram próximo a árvores ou têm algumas delas plantadas em casa. De acordo com o Sargento Marcelo, do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBM/RN), a central de atendimentos da instituição já recebeu várias chamadas de pessoas pedindo que sejam feitas podas nas árvores. “Não podemos atender todo mundo. Quando chega a solicitação, vamos até ao local para saber se há risco iminente por causa da árvore”, diz. O Sargento lembra que a poda das árvores é de responsabilidade da secretaria municipal de Serviços Urbanos (Semsur). “Nossa demanda é muito grande. São muitos para serem resolvidos. Fazemos a poda quando é extremamente necessário. Felizmente esse ano não tivemos nenhum caso por causa da força dos ventos”.

No site da Semsur (natal.rn.gov.br/semsur), há disponível um formulário para quem deseja solicitar a poda de árvores. O pedido pode ser feito também por telefone. O departamento de Paisagismo atende pelos números 3232-9028 ou 3232-8671. O prazo dado pela Semsur para realização do trabalho é longo: 30 dias para vistoria da árvore e mais 60 dias para realizar a poda.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: