jump to navigation

São Gabriel – Secretaria de Serviços Urbanos é autora de possível Crime Ambiental 19/11/2011

Posted by Afauna Natal in Fiscalização Ambiental, Meio Ambiente Urbano.
trackback

Fonte: Cenário de Notícias.

Ocorreu na madrugada de terça-feira (15) um fato bastante intrigante flagrado pela reportagem do Cenário de Notícias – Jornal Bom de Ler, com fotos exclusivas que revelam uma prática ilegal cometida por funcionários da Gussil, que trabalhavam para a Secretaria de Serviços Urbanos da Prefeitura Municipal de São Gabriel.

Quem passasse pela Rua Barão de São Gabriel, próximo a AES Sul, precisamente às 5h30, poderia avistar a caminhonete da Secretaria estacionada em um dos lados da via, enquanto funcionários trabalhavam com máquinas costais espalhando produtos químicos na vegetação próxima às calçadas.

Essa prática é considerada crime ambiental, segundo a Legislação, que proíbe a capina química.

O fato foi descoberto por uma repórter do CN que dirigia-se para casa naquele instante, de carona com o Delegado de Polícia Thiago Firpo, que não atua mais em São Gabriel mas encontra-se no final das suas férias na cidade. Ao comentar com o delegado, o mesmo resolveu retornar ao local e averiguar o ocorrido, certificando-se do fato e logo após entrando em contato com a Brigada Militar. Ao avistarem o carro do delegado, os trabalhadores tentaram fugir, mas foram impedidos com a chegada da BM.

Enquanto se explicavam para os policiais, um dos trabalhadores confessou ao delegado que o trabalho que estariam realizando teria sido por ordem do Secretário de Serviços Urbanos Luis Fernando Porto, que os orientou que utilizassem os produtos químicos à noite.

Alguns dos homens não utilizavam luvas nem máscaras de proteção e, enquanto dois deles falavam com os policiais, outro jogou veneno propositalmente contra a repórter que estava parada de costas, fotografando o carro da Secretaria, o qual carregava os produtos.

Três homens foram conduzidos à Delegacia de Polícia, onde foram apreendidos 1 galão de 5 litros de veneno Touchdown com aproximadamente 300 ml, 3 máquinas costais de 20 litros cada, 1 vazia e duas contendo 10 litros de veneno cada e 2 bombonas de 50 litros cada.

O fato foi registrado como apreensão de objetos e possível crime ambiental. O delegado Thiago Firpo ressaltou sua preocupação com a utilização de venenos e falou sobre o mal que causa ao meio ambiente, dizendo que tem um grande conhecimento a respeito do assunto, já que é acadêmico de gestão ambiental.

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: